Publicidade

Ambos são benefícios do governo, no entanto, o FGTS e o INSS possuem características e finalidades totalmente diferentes.

Sendo assim, é necessário atender aos requisitos para ter direito de receber os benefícios na sua conta, por isso, preparamos este pequeno guia explicativo para mostrar quais são as diferenças para cada benefício.

Publicidade

O que é o FGTS e o INSS?

O FGTS foi desenvolvido pelo Governo Federal para amparar os trabalhadores em situações de emergências.

Portanto, é necessário que respeitar o que diz a CLT, o empregador deve fazer pagamentos na conta da Caixa do trabalhador.

Publicidade

É semelhante a uma poupança, onde o saldo tem rendimento de juros e correção monetária. Contudo, é permitido fazer os seguintes tipos de saques: parciais, como saque-aniversário, ou saque integral, em caso de demissão sem justa causa.

Quem pode receber o FGTS?

Conforme afirma a Constituição Federal, podem receber este benefício os trabalhadores que fazem parte da categoria abaixo:

● Trabalhadores rurais;
● Trabalhadores avulsos;
● Trabalhadores temporários;
● Atletas profissionais;
● Jovens aprendizes;
● Empregados domésticos;
● Safreiros (que trabalham apenas em período de colheita);
● Diretor não empregado.

Quem tem direito de receber INSS?

O INSS é destinado aos trabalhadores que contribuem com a previdência social, as contribuições podem ser divididas em alíquotas de 7,5%, 9%, 12% e 14%, podem receber este benefício todos os que contribuíram com o INSS e que atendem a alguns requisitos mínimos.

Com a Reforma da Previdência é necessário verificar quais são as alterações aprovadas pelo Governo, se necessário peça ajuda de um advogado especialista, o seguro obrigatório é destinado para: empregado urbano e rural, contribuinte individual, segurado especial, servidor público, trabalhador avulso.

Depois de 2019, devemos considerar um benefício previdenciário os seguintes exemplos abaixo:

● Aposentadoria por idade;
● Aposentadoria por tempo de contribuição (extinta após a reforma da previdência em 2019);
● Aposentadoria por incapacidade permanente (antiga aposentadoria por invalidez);
● Aposentadoria especial;
● Auxílio por incapacidade temporária (auxílio-doença);
● Auxílio-acidente;
● Salário-maternidade;
● Auxílio-reclusão;
● Pensão por morte;
● Pensão especial (hanseníase e síndrome de talidomida);
● Salário-família.

Com o pagamento do INSS em dia, há uma seguridade financeira, em caso de desemprego, por exemplo.

Além disso, o trabalhador também pode solicitar o auxílio-doença, dessa forma, o desconto do FGTS e o INSS é direto na folha de pagamento do colaborador.

Para o FGTS, o desconto é de 8% do salário bruto, o desconto do INSS, no entanto, pode variar conforme a faixa salarial do trabalhador.

Em que momento posso usar o FGTS?

Podemos utilizar o FGTS para quitar uma dívida, um financiamento, adquirir imóveis que estejam em conformidade com Sistema Financeiro Habitação (SFH),.

Além disso, também é possível sacar o valor em situações de calamidade pública, antes de sacar é importante verificar seu saldo no aplicativo da Caixa ou ir pessoalmente à uma agência.


Além disso, leia também:

Quem tem direito ao FGTS e como resgatar o valor?

CadÚnico: como se inscrever, quem tem direito e benefícios?


O FGTS e o INSS podem ajudar a equilibrar o seu orçamento doméstico, com esses valores você também pode começar um novo empreendimento, contudo, é fundamental ter uma boa gestão financeira para não entrar em dívidas.

Conclusão

Portanto, o FGTS e o INSS são benefícios que os trabalhadores podem receber, todavia, para saber qual desses benefícios você tem direito, é só consultar.

Sendo assim, para o INSS basta ligar no 135, no caso do FGTS você deve entrar em contato com a Caixa Econômica Federal.